Notícias

Natal, o nascer de uma nova vida

A chegada do Menino Jesus revela o amor de Deus pela humanidade. É tempo de vivenciar a esperança da Salvação.

DESTAQUE_JORNAL_SANTUARIO_2014_12_18_004“Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel, que significa: Deus conosco” (Mt 1,23). A passagem bíblica apresenta o verdadeiro sentido do Natal: o nascimento de Jesus Cristo. Aquele que vem mostrar o caminho, a verdade e a vida. É o resgate e a salvação da humanidade.

No dia 25 de dezembro, Deus se revela em seu Filho Jesus, por amor aos homens, e muda o rumo da história dos cristãos. O Salvador nasce pobre, em uma gruta fria de Belém e é posto em uma manjedoura. Um momento marcante que convida os fiéis a descobrirem o Pai Eterno nas coisas simples. Uma forma de experimentar o desapego para viver a essência do amor. Afinal, é Jesus que nasce no coração de cada um que crê.

Casada e mãe de duas filhas, 18 e 20 anos, a faccionista Lucivane Pereira de Assis Valadares define o Natal como “o nascimento de uma vida nova que representa o amor e a doação de Maria e José para formação de uma nova família onde reina o amor pelo seu Filho Jesus Cristo. Um exemplo de família a todos nós”.

Integrante da Pastoral Familiar de Trindade (GO), ela conta que, nesta época do ano, se prepara com a família para a chegada do Menino Jesus. “Nós nos preparamos com formação, desde as Novenas de Natal em família nas comunidades que participamos como também nas celebrações da Santa Missa”, relata.

DESTAQUE_JORNAL_SANTUARIO_2014_12_18_001O sentimento de solidariedade se desperta também neste período e a prática da caridade se torna mais comum. Uma demonstração de afeto com aqueles que mais precisam. “Jesus, no mistério de Sua encarnação, une o amor a Deus ao amor pelo irmão. E o modo verdadeiro de saber se amo a Deus é amando o irmão. Um gesto pequeno e simples, de acolhida, de amor e de generosidade cabe bem em qualquer pessoa para com qualquer pessoa, sobretudo para com aqueles que quase nada possuem”, explica o Missionário Redentorista Pe. Idemar Costa.

Segundo Pe. Idemar, assim como o amor de Deus se abre a nós no envio do Salvador, os fiéis precisam se abrir ao sentimento de amizade, compaixão e solidariedade fraterna para com os irmãos: “A caridade é uma expressão deste ‘abrir ao outro’. E a linguagem do amor tende a unir-nos a todos os homens da Terra. E, este fato, nos leva a uma preocupação com o outro, nos faz pensar em um Natal digno para pessoas mais carentes, despertando em nós o sentimento de solidariedade”.

Para o religioso, o ideal era que esse sentimento de amor ao próximo acontecesse durante todo o ano. “Seria muito bom se este sentimento de afeição, de comunhão e de amor perdurasse em todas as pessoas no decorrer do ano e que a assistência aos menos favorecidos não ficasse por conta da Igreja, de instituições não governamentais e pessoas de boa vontade”, salienta.

DESTAQUE_JORNAL_SANTUARIO_2014_12_18_005A chegada de Jesus

Lucivane Pereira, da Pastoral Familiar, afirma que o nascimento de Jesus é um momento de celebração em sua família. Na noite de Natal, depois de participar da Santa Missa, todos se reúnem para a ceia. “Nós nos reunimos em família, preparamos a ceia em comunhão e alegria com todos, familiares e amigos. Antes da partilha, participamos da Santa Missa. Ao retornarmos, agradecemos pelo alimento que nos é permitido e, através da proclamação da Palavra, abençoamos e partilhamos a ceia”, narra.

Este momento de esperança traz a expectativa de uma nova vida, de recomeçar e crer que, apesar de tudo, nunca se está só. “A Trindade, no seu plano eterno, decidiu nos amar e nos destinar à Salvação. Precisamos olhar a vida com esperança, não permitindo que as dificuldades e os problemas nos sufoquem e nos tirem o sentido de viver”, ressalta Pe. Idemar Costa.

DESTAQUE_JORNAL_SANTUARIO_2014_12_18_002

Oitava de Natal

Jesus Cristo nasceu. A celebração da chegada do Salvador é festejada pela Igreja Católica do dia 25 de dezembro a 1º de janeiro. É a chamada Oitava de Natal, em que, durante oito dias, os cristãos vivenciam a alegria da grande festa do nascimento de Cristo Salvador. A celebração acontece em uma semana como se fosse um único dia.

“É um período repleto de festas: Sagrada Família, Santo Estevão, São João Evangelista, Santos Inocentes e Maria, a Mãe de Deus. Esta semana de festa litúrgica nos traz diversas testemunhas, uma coroa de santos, dos mais célebres e dignos representantes da Igreja. Essas testemunhas nos convidam a uma verdadeira e total reconciliação com nossa realidade humana”, explica Pe. Idemar. Para ele, é uma oportunidade de sermos humanos, abertos a relações fraternas, sensíveis aos dramas da humanidade e solidários com a causa dos pobres.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store