Evangelização

Cântico litúrgico, uma forma de louvar ao Pai Eterno

Músicas entoadas durante momentos de oração ajudam devotos a refletirem sobre o amor ao Pai.

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2016_04_14_003O quadro “Você Sabia?”, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 14, mostrou que a música tem papel essencial em uma celebração litúrgica. O canto é uma forma de louvar ao Pai, não serve apenas para embelezar a missa, mas para que as pessoas rezem. E, por isso, é necessário levar em conta o momento interno da celebração, e também o Tempo Litúrgico. (Assista ao vídeo abaixo) 

José Reinaldo Martins Filho, membro da Comissão de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na regional Centro-Oeste, explicou que cada canto ou música são feitas de acordo com cada celebração litúrgica: “O compositor litúrgico faz o canto de comunhão pensando que ele seja um canto de comunhão ou faz um glória pensando que seja um glória. Então, o primeiro aspecto diz respeito a um caráter interior de cada celebração litúrgica. O segundo é um pouco mais amplo e não tem a ver pontualmente com cada celebração, mas com a dinâmica do Ano Litúrgico como um todo. O Ano Litúrgico celebra o Mistério Pascal de Cristo com diferentes nuances, acentos. Então, o canto também será escolhido levando em conta esses diferentes acentos. Não é o mesmo clima da Páscoa que se canta no Advento e não é o mesmo clima do Natal que se canta na Quaresma”.

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2016_04_14_001Veja também:

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store