Evangelização

Uma história de devoção à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Empresária conta que sua vida em família foi transformada por meio da fé e da oração.

A história da empresária Maria Laura Freire é um exemplo de confiança e devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Depois de passar por problemas familiares, hoje, ela agradece e atribui à sua fé tudo de bom que aconteceu. Sempre seguindo os ensinamos da avó, ela, a mãe, o pai e o irmão, têm muitas histórias para contar. (Assista ao vídeo abaixo)

“Minha avó materna sempre foi uma pessoa muito religiosa e muito devota a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Ela passou esses ensinamentos para todos os filhos e também aos netos. Sempre colocava a gente para rezar o terço com ela”, contou.

Em tempos difíceis na família, eles buscaram forças na oração. “Nós tivemos um problema com o meu irmão mais velho em casa, e ele se envolveu com torcida organizada, deu muito trabalho para minha mãe e ela começou a frequentar a Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e eu ia com ela. Conseguimos um dia levar meu irmão para a novena e neste dia ele foi sorteado para a Imagem de Nossa Senhora passar uma semana na nossa casa. E foi tanto meu irmão, quanto meu pai que bebia muito e não frequentava a Igreja também”, relatou.

Veja também:

Para Maria Laura, sua vida foi transformada pela intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. “Tínhamos muitas brigas por conta do meu irmão, do meu pai beber e nossa vida mudou completamente depois disso. Então, meu pai começou a frequentar a Igreja e mesmo depois de passar tudo isso quando eu completei 18 anos eu tive um briga com meu pai por cauda de namoro, ele tirou de casa”, completou.

Desde a infância, Maria Laura frequentou a Igreja junto com a mãe e a avó. “Eu sempre pedi e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nunca nos abandonou. Sempre fiz minhas orações para ela e nesse momento ela também não me abandonou. Eu consegui passar na faculdade e quando eu consegui voltei a morar com meu pai e minha mãe”, disse.

Graças às orações e a força da fé, a família se reconstruiu e hoje vive bem melhor. “Antes era muita briga, desavença, cada um no seu quarto, vivendo sua vida. Hoje ter a presença de Nossa Senhora na nossa casa é muito bom. Com certeza eu quero levar isso para a minha casa, para os meus filhos, porque veio da minha avó e sabemos que é coisa boa”, concluiu Maria Laura.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno