Apoio Espiritual

Curiosidade: Quando não comungar?

Para receber o Sacramento da Eucaristia é preciso estar bem de corpo e alma.

Fotos: Danilo Eduardo

Na noite de Sua Paixão, Jesus instituiu o Sacramento da Eucaristia, também conhecida pelos cristãos católicos como o Sacramento da Comunhão. Por meio dele acontece a profunda comunhão com o Corpo e o Sangue de Cristo. Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a Eucaristia é a fonte e o ápice de toda a vida cristã e nela contém todo o bem espiritual da Igreja, o próprio Cristo.

Mas, você sabia que em algumas circunstâncias o cristão não deve comungar? De acordo com Maria Lúcia Ferreira Silva, integrante do Ministério da Liturgia da Sagrada Família em Goiânia (GO), há dois tipos de disposição para a comunhão: a disposição da alma e a do corpo. “Em relação à da alma, significa estar na graça de Deus, com ausência de pecado grave. Por sinal, se estiver, deve-se primeiro procurar a Confissão. E a outra é a do corpo. Temos que estar com as vestes adequadas, em profundo silêncio, com pensamentos voltados para aquele momento único e tão precioso. Então são vários fatores, mas se o cristão já estiver com esses dois preservados, pode sim alimentar-se do Corpo e Sangue de Jesus Cristo”, afirma.

Na Bíblia Sagrada diz: “Não é possível dar a Comunhão a uma pessoa que não esteja batizada ou que rejeite a verdade integral de fé sobre o mistério eucarístico. Cristo é a verdade, e dá testemunho da verdade (cf. Jo 14, 6; 18, 37); o sacramento do Seu Corpo e Sangue não consente ficções” (Ecclesia de Eucharistia, 38).

Já o Concílio Vaticano II acentua que a “Eucaristia é o ponto alto da vida da Igreja. A Igreja vive da Eucaristia, por ela é alimentada, por ela é iluminada”. Para o Pe. Natalino Martins, Missionário Redentorista, a Eucaristia manifesta e faz crescer a comunhão dos que creem em Cristo Redentor. “Nela, recebemos Cristo e somos por Ele recebidos. Nela, é consolidada a unidade dos que a celebram. Porque Cristo nos dá Seu Corpo a comer e Seu Sangue a beber, entramos em comunhão sacramental com Ele. São João Crisóstomo lembra que ‘o pão é transformado em Corpo de Cristo e quem o recebe é transformado também no Corpo de Cristo, Seu corpo vivo que é a Igreja’”, afirma o sacerdote.

É preciso ressaltar que o fato de o cristão não estar em acordo com as devidas condições para comungar, não significa que ele não possa ir à missa, e, principalmente, não está isento da obrigação de ir aos domingos e dias de festas. Apesar de a Comunhão ser o ponto alto da Santa Missa, sem ela, a celebração não perde seu valor, continua sendo uma forma de oração.

Prepare-se sempre para receber o Sacramento da Comunhão. Receba Cristo e acredite nisso!

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store