Notícias

I Encontro de Folia de Reis é realizado em Trindade

Evento foi realizado na Praça da Igreja Matriz com apresentação de 13 grupos do Estado de Goiás.

Trindade (GO) sediou na última semana o I Encontro de Folia de Reis. Como a cidade preserva valores culturais e religiosos, foi escolhida para receber o encontro que também é uma forma de evangelização. De acordo com o superintendente municipal de Comunicação e Eventos, Gustavo Queiroz, o evento reuniu 13 grupos de Folia de Reis do Estado de Goiás. “Tivemos também grupos de catira. O encontro tem como objetivo valorizar, resgatar a fé, a autoestima das pessoas que nunca tiveram um momento especial para eles”, disse.

Gleysson Cabriny, vice-prefeito de Trindade, marcou presença e celebrou com os participantes. “No passado, os foliões era discípulos de Jesus. Eles iam às fazendas, faziam os terços, cantavam nas desobrigas. Então, é uma tradição muito forte, cabe a nós incentivar para que essa tradição não morra e possa crescer cada vez mais com a adesão das nossas crianças”, afirmou.

Quem também esteve por lá foi Mardem Júnior, secretário municipal de planejamento urbano, habitação e regularização fundiária. Para ele, uma satisfação receber o encontro na cidade. “Estamos vendo e sentindo o quanto é importante resgatar a cultura dos nossos trindadenses do Estado de Goiás e do Brasil com a Folia de Reis, do Divino Pai Eterno, Folia de São Sebastião. É uma bandeira que nós precisamos, como gestores públicos, alavancar e trazer para a comunidade”, disse.

Uma figura marcante na Folia de Reis é o palhaço, que usa roupas coloridas, máscaras e carrega uma varinha de madeira. Ele é o responsável por grande parte da animação. Quem organiza conta qual é o segredo para que uma folia aconteça: “Se não tiver amor, tiver consistência, ela não acontece. Tem que ter isso e, principalmente, humildade”, declarou o folião Luziano Inácio Ferreira. O companheiro de folia, Sinivaldo Cândido da Silva, completou: “Alegria, harmonia e a pessoa tem que gostar também”.

O coro de vozes torna a apresentação única e agradável. Outro momento que chamou a atenção de quem acompanhou o evento foi quando um grupo de catireiros se apresentou. A plateia vibrou. “Isso é muito importante, pois hoje, devido à tecnologia muito avançada, as pessoas estão esquecendo as suas raízes. Então, isso é muito bom”, disse Amarilda Carolina Teodoro, assistente social .

Nélia Bandeira, comunicadora, também aprovou a realização do evento em Trindade. “Oportunidade que o povo trindadense e região está tendo. O povo sempre marca presença resgatando isso, que é muito importante para nós e temos que trazer os jovens e as crianças para esse meio, incentivando a cultura goiana e brasileira”, ressaltou.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store