Apoio Espiritual

Inveja x Caridade

A inveja é o pecado da ingratidão, mas o Pai nos ensina a caridade para sair deste caminho.

Foto: Danilo Eduardo

A terceira reportagem da série sobre os 7 pecados capitais e as 7 virtudes que devemos cultivar vai abordar a inveja e a caridade. De acordo com o padre Rodrigo Antônio Ferreira, a inveja está ligada à insatisfação. “Ela está inserida no décimo mandamento: a proibição da cobiça das coisas do próximo, e tem como desdobramento um coração que não se contenta com aquilo que possui e deseja ardentemente o que pertence a outra pessoa”, explica.

A inveja é um pecado que tira o foco do próprio indivíduo, das suas metas, sonhos e conquistas e coloca o olhar naquilo que é do outro. “A inveja é o sentir-se mal diante do bem do outro, não suportar o sucesso de outra pessoa e desejar possuir os bens, a posição social, a vida sentimental de outra pessoa”, destaca Pe. Rodrigo.

Por isso, segundo padre Rodrigo, a inveja, a cobiça são pecados que prejudicam o relacionamento com Deus, pois ao invés de ser grato e multiplicar o que o Pai Eterno concedeu a cada um, o indivíduo acredita que só será feliz quando tiver o que o outro tem, sem perceber tudo que já lhe foi dado. “Os bens cobiçados podem ser desnecessários para quem os cobiça, porém, aos olhos do invejoso, não se pode ser feliz sem os possuir”, afirma.

Foto: Danilo Eduardo

A virtude da caridade é essencial para libertar o coração da inveja, isso porque a caridade faz olhar não para o que o outro tem, mas sim para o que lhe falta e ajudá-lo a melhorar. Em uma de suas homilias, Papa Francisco ensinou que a caridade é uma graça, não consiste em fazer transparecer aquilo que nós somos, mas aquilo que o Senhor nos dá e que nós livremente acolhemos; e não se pode expressar no encontro com os outros, se antes não é gerada pelo encontro com a face mansa e misericordiosa de Jesus.

Portanto, para libertar o coração da inveja é preciso, antes de tudo, se aproximar de Deus e pedir Sua ajuda. É o Pai Eterno que, por meio do Espírito Santo e de Seu Filho Jesus, ensina como ser caridoso. “A caridade e a benevolência que podem nos ajudar a superar essa tentação”, finaliza Pe. Rodrigo.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno









Newsletter