Catequese

Santos Pedro e Paulo festejados em Antioquia por cristãos de diferentes Confissões

Católicos, ortodoxos, armênios apostólicos e evangélicos preparam-se para viver momentos intensos de comunhão no próximo dia 29 junho.

As celebrações da Solenidade dos Santos Pedro e Paulo na Turquia terão um forte caráter ecumênico. Segundo relatou o padre capuchinho Domenico Bertogli à Agência Fides, elas terão início na sexta-feira, 28 de junho, às 18 horas, com a liturgia eucarística na Igreja ortodoxa de Antáquia, celebrada na presença do arcebispo Paul Fitzpatrick Russell, núncio apostólico na Turquia, e do bispo Paolo Bizzeti, vigário apostólico de Anatólia.

Celebração ecumênica na “Gruta de Pedro”

No sábado 29 de junho, o centro das celebração será novamente a “Gruta de Pedro”, uma antiga igreja rupestre no Monte Silpius, reaberta para visitas em 2015, após uma restauração que durou anos.

Às 10h, no jardim da gruta, as celebrações terão início na presença do núncio Russel, do bispo Bzzetti e do enviado do patriarca ortodoxo grego de Antioquia.

Núncio preside a celebração à tarde

O programa da celebração ecumênica prevê a leitura em turco e árabe de passagens dos Evangelhos e do Livro dos Atos dos Apóstolos, acompanhadas por breves reflexões do Núncio Russell e do enviado patriarcal, intercaladas com orações e canções das diferentes comunidades.

A celebração também prevê a oração comum do Pai Nosso e da Ave Maria, a bênção do bispo Bizzeti e a benção dos Pães, com o último cântico sendo entoado pelos ortodoxos.

Após a cerimônia, católicos e ortodoxos almoçarão juntos em um restaurante da cidade. À tarde, os católicos se reunirão no pátio da igreja católica de Antioquia para a solene Celebração Eucarística, presidida pelo Núncio Russell.

Igreja de São Pedro restaurada em 2015

A antiga igreja rupestre de São Pedro ainda preserva a fisionomia a ela conferida pelos Cruzados, quando conquistaram a antiga Antioquia em Orontes, em 1098. Mas os bizantinos já haviam transformado em capela o local onde se encontravam os primeiros batizados no tempo de perseguição, na cidade onde pela primeira vez os discípulos de Jesus foram chamados cristãos e onde São Pedro foi bispo, antes de vir para Roma.

A restauração concluída em 2015 pôs fim ao estado de abandono em que se encontrava a Gruta de Pedro, degradada também em função das desastrosas intervenções anteriores.

Excetuando o período decorrente entre 1068 e 1269, em que foi sede de um reino cristão fundado pelos cruzados, o Principado de Antioquia, tem continuado em poder dos muçulmanos. Hoje, a moderna Antáquia permanece sede de um Patriarcado das Igrejas Católica romana e Ortodoxa.

Nos últimos anos, Patriarcas e Bispos marcaram presença nas várias celebrações realizadas por ocasião da Solenidade dos Santos Pedro e Paulo.
(Agência Fides)

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno









Newsletter