Os desafios de manter uma alimentação saudável

Comer melhor e fugir dos industrializados não é fácil, mas muitas pessoas criam soluções criativas para manter a dieta

Alimentar-se bem é de grande importância para a saúde e bem-estar de qualquer pessoa, não importa a idade. Para a advogada Thaís Martins, por exemplo, é um objetivo manter a alimentação diária saudável e, para isso, ela aposta nas marmitas. “Eu busco alimentos mais orgânicos, menos industrializados e procuro sempre preparar tudo em casa, porque a gente sabe como vai ser feito e quais são os ingredientes utilizados, além de sempre levar um lanche para evitar comer na rua coisas muito gordurosas ou industrializadas”, afirma.

Manter uma dieta balanceada não é fácil, ainda mais quando temos tantas opções nem tão saudáveis assim e que são uma verdadeira tentação. De acordo com a nutricionista Vanessa Pereira, cada pessoa necessita de uma quantidade específica de nutrientes para manter o corpo em equilíbrio, por isso é importante buscar orientação profissional para entender as necessidades do seu organismo. Só de falar em dieta já desanima, né? Mas calma que nada é 100% proibido. “Hoje em dia, a gente prega como alimentação saudável aquela alimentação mais natural, então alimentos de feira que perdem mais rápido, que tem data de validade menor: frutas e legumes precisam ser a maior parte da alimentação do dia. Alimentos mais industrializados, com a data de validade muito longa, devem ser evitados na rotina do dia a dia”, explica Vanessa. As refeições devem ser variadas incluindo todos os grupos de nutrientes, pois nenhum alimento sozinho é capaz de proporcionar tudo que o organismo precisa.

Falta de tempo é a maior justificativa pra não se alimentar bem. Na correria do dia a dia, muita gente prefere comer alimentos industrializados. Os chamados fast food se tornam bastante atrativos. E é aí que está o maior erro. “Eles falam do fast food como sinônimo de comida rápida, mas você pegar uma banana e descascar também pode ser um ‘fast food’ se formos pensar assim. A gente aconselha para deixar os sanduíches e outros tipos de fast food para comer uma vez na semana ou a cada 15 dias e não fazer disso sua rotina diária de alimentação”, destaca Vanessa.

Uma outra dica e incluir frutas e vegetais no seu dia a dia e os consumir com casca e bagaço quando possível. Um prato colorido significa uma boa variedade de alimentos e nutrientes. Não se esqueça de mastigar bem para garantir uma melhor digestão, absorção de nutrientes e saciedade. “Evitar óleos, como de soja e de canola, pois têm muita química, é muito industrial. As proteínas nós temos a de origem animal: carnes, ovos, leites e derivados, e também de origem vegetal, como ervilha e arroz, então é possível equilibrar. Os carboidratos mais saudáveis seriam alimentos integrais, como batata, mandioca e batata doce”, pontua. Por fim, para manter uma boa alimentação tem uma sugestão simples e já conhecida que merece ser colocada em prática: descasque mais e desembale menos.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno









Newsletter