Notícias

Conheça a história de superação de Gabriel e sua família

Ainda na gestação, a família ouviu que Gabriel seria um vegetal, eles tiveram fé em Deus e hoje ele esbanja alegria e coragem

 

“Deus, Ele ama a gente, ajuda a gente e nada vai nos separar porque Deus é o nosso amor. Todo mundo fala que eu sou anjo, anjo Gabriel”, essa é fala do Gabriel Straasbeg, de apenas sete anos. Desde que nasceu, ele tem demonstrado o quanto é guerreiro e capaz de vencer os obstáculos.

O garoto foi desenganado pelos médicos, que disseram que ele nasceria com uma má formação. A notícia causou um grande impacto na família. “Foi um choque muito grande para todos nós, até porque não tínhamos conhecimento sobre o que era este tipo de má formação. Nós ficamos sem chão, os diagnósticos dos médicos eram sempre negativos, então foi um susto e um período de muita angústia”, relembra o pai, Cleiton Straasbeg.

Para Alessandra Cavalheiro, a mãe do pequeno Gabriel, foi uma situação muito difícil, em que seu maior medo era perder o filho que ainda nem tinha nascido. “A gente descobriu com cinco meses de gestação. No mês seguinte, fui para o hospital porque eu só chorava, eu tinha medo de perder o Gabriel, eu queria ele de qualquer jeito. A gente ouviu muito os médicos aconselhando o aborto, porque diziam que ele seria um vegetal, não teria uma vida. Seu filho não vai ter um futuro e eu sempre respondia ‘não, vou receber meu filho do jeito que Deus mandar e eu vou cuidar dele'”, conta.

Foram dias difíceis e, quando o Gabriel nasceu, as batalhas se tornaram ainda maiores. “Os 17 dias em que ele passou na UTI foram os piores da nossa vida. Ele passou por muitas cirurgias. A primeira com apenas cinco dias de vida. Quando íamos visitá-lo, a gente não podia tocar, só ficávamos de longe, e aquilo para mim foi muito difícil”, explica. Alessandra é mãe de outras três crianças e conta que é uma dor muito grande ver um filho nascer e não poder pegar no colo e amamentar. “Eu só fui carregar o Gabriel e poder dar de mamar para ele após 27 dias, e aí eu não o larguei até ele receber a alta”, recorda emocionada.

Foi a fé que fortaleceu os pais. Ao saber o que iriam enfrentar, eles colocaram nas mãos de Deus, confiantes em Seu poder e misericórdia. “Quando o Gabriel nasceu, eu agradeci a Deus e o entreguei para que fosse feita a vontade Dele. Eu acredito que tudo na vida tem um propósito e o Gabriel enche a nossa vida de alegria, de amigos, que não teríamos conhecido se ele não tivesse vindo para nós da maneira que veio“, destaca Cleiton. Para Alessandra foi um momento de verdadeira entrega a Deus. “A gente entregou tudo nas mãos do Pai, pois ele sabe nosso caminho, nosso destino e o destino do Gabriel”, afirma.

Tratamento e Superação

A família não desistiu e foi atrás de ajuda. Descobriu meios de oferecer uma vida melhor ao pequeno. Foram vários tratamentos que proporcionaram e ainda proporcionam a ele qualidade de vida. São várias as técnicas e hoje ele consegue inclusive se manter em pé e dar alguns passos no andador. Para quem não tinha esperança alguma, hoje é motivo de orgulho e força. “O Biel vem cinco vezes na semana, faz terapia motora, hidroterapia, que é na piscina, a rotina dele parece ser intensa, mas tudo é feito com planejamento, respeitando o tempo dele”, afirma a fisioterapeuta Maevy Dellayama. Ela também conta que, quando Gabriel chegou na clínica, ele não conseguia andar. Aos poucos, com dedicação, carinho e esforço, ele foi evoluindo e isso emociona toda a equipe.

E quem disse que uma cadeira de rodas impede alguém de viver? Para o menino esse equipamento não é sinônimo de dependência, pelo contrário, ela significa liberdade. “A gente fala que a minha cadeira de rodas faz eu voar, é muito bom!“, conta o pequeno guerreiro. A mãe explica que pergunta ao filho se ele é feliz, se ele fica triste por usar cadeira de rodas e ele sempre fala: “não, mãe, com ela eu vou para onde eu quiser. Se eu não tivesse ela, eu ficaria preso!”

Enfrentar todos os obstáculos da vida não tirou a alegria do pequeno, que gosta de explorar tudo que está ao seu redor. “Hoje é ele quem leva todos nós para todos os lugares, porque é convidado para fazer evento, para fazer participação em websérie, desfiles… Então, a gente conheceu muitas cidades, fez muito passeio. Nos fins de semana, a agenda do Gabriel é que nos guia e é muito maravilhoso fazer tudo isso em família”, afirma o pai.

Gabriel chegou a vencer os concursos de mister Goiás e também Brasil. Hoje ele tem até uma página na internet, onde é muito popular e sonha um dia ser famoso. “Eu gosto muito do Biel, porque a gente brinca junto!”, diz a sua amiga da fisioterapia, Valentina Faria, de apenas quatro anos. A principal característica do Gabriel é ser carinhoso com as pessoas à sua volta. “Quando vejo uma pessoa triste, eu vou lá dar um abraço, minha marca registrada é o abraço!”, diz.

Uma história emocionante que serve de inspiração para muitas pessoas. Prova de que nenhum obstáculo é mais forte que o amor de Deus.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • PALMIRA PALUDO ´´
    24/7/2019 - 17:35:45

    DEUS É MARAVILHOSO ,NUNCA ABANDONA QUE O AMA E TEM FÉ ,,AMEM,

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS



    Faça parte desta família

    Baixe o aplicativo Pai Eterno


    Google Play
    App Store
    © Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno