Catequese

Maria: Modelo de virtude para todo ser humano

Confira o artigo do bispo auxiliar de Porto Alegre (RS), Dom Aparecido Donizeti de Souza, sobre a importância de Nossa Senhora

Vamos refletir sobre uma figura bíblica que ocupou um papel decisivo na história da salvação, Maria, a mãe de Jesus. Ela muito tem a ensinar aos homens e mulheres de todos os tempos e lugares. Apesar de terem poucos relatos nos evangelhos se ocupando de Maria, os existentes são suficientes para vermos virtudes que todo ser humano precisa para construir uma história pessoal rica de significados. Ela é exemplo de fé, humildade, despojamento, alteridade e gratuidade no serviço ao próximo.

A fé é um dom que cada ser humano recebe do Criador. É uma virtude inata. Quando não depositada em Deus, será, provavelmente, depositada em coisas materiais ou pessoas. Isso pode trazer sérias consequências, pois a vida pode naufragar numa profunda falta de sentido existencial. Assim, entendemos a importância dessa fé ser depositada em Deus de tal forma que o mesmo seja a razão última da existência e oriente todo viver.

É dessa maneira que Maria é e será sempre modelo para todos. Ela soube colocar sua vida nas mãos de Deus. Sua vontade, projetos e sonhos pessoais foram substituídos unicamente pelo projeto de Deus. O “faça-se em mim segundo tua vontade” atribuído a ela, nasceu do coração e determinou toda sua história de vida. Essa atitude de entregar-se a Deus pela fé é um imenso despojamento de si mesma para viver em função da vontade do mesmo.

Outra virtude em Maria que merece a devida atenção é sua humildade. Ela se assume como “a serva do Senhor”. Indiscutivelmente, essa virtude é muito valorizada na sociedade. Basta vermos como que algumas figuras históricas são apreciadas pela humildade vivida, como: São Francisco de Assis, Madre Teresa de Calcutá, Irmã Dulce. Na mesma direção, temos ainda o Papa Francisco que, com palavras e gestos de profunda humildade, contagia a muitos. Certamente, todos eles se inspiraram muito em Maria.

Por fim, falar de Maria é falar de alteridade e gratuidade no serviço aos outros. Ela soube estar totalmente aberta a Deus e também ao próximo. Dois relatos bíblicos que refletem fortemente isso é a atitude de Maria para com Isabel, que se encontrava grávida, e no relato do casamento em Caná da Galileia, quando faltou vinho. Em Maria, encontramos fortemente essa sensibilidade e solidariedade em favor dos outros. Gestos como esses, sem dúvida, precisamos ver mais presentes no mundo de hoje, tempo em que cresce a insensibilidade e a indiferença frente ao sofrimento alheio.

Dom Aparecido Donizeti de Souza, bispo auxiliar de Porto Alegre para na última edição da revista Pai Eterno. 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.
1 Cometários
  • Vanilde Nogueira
    27/8/2019 - 10:31:41

    Maria Rainha do céu e da terra
    augusta Senhora e Rainha dos santos anjos
    Rogai por nós e pela humanidade inteira
    Maria flor do dia
    sorria para o nosso Brasil para nossas famílias e para nós rsrsrs

  • TV Pai Eterno

    MATÉRIAS RELACIONADAS











    Newsletter