Igreja no Brasil

Dilmo Franco é ordenado bispo auxiliar de Anápolis

O sacerdote foi convocado pelo Papa Francisco em novembro e assumiu o posto em ordenação sediada na Catedral de Formosa

A chuva e o frio não impediram que uma multidão fervorosa, oriunda de todas as partes de Goiás, acompanhassem a ordenação episcopal do Monsenhor Dilmo Franco, hoje, Dom Dilmo Franco, bispo auxiliar de Anápolis.  A cerimônia ocorreu no último sábado, dia 25, com transmissão pela TV Pai Eterno, na Catedral de Formosa. “A Catedral é minha paróquia. Foi onde cresci, fiz minha primeira comunhão e fui pároco. Agora é só gratidão a Deus”, afirmou Dom Dilmo

A Santa Missa reuniu bispos das dioceses de Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e São Paulo, além de diversos religiosos na Catedral da Imaculada Conceição e também toda a família de Dom Dilmo. Inclusive, durante a homilia Dom Washington Cruz, arcebispo de Goiânia, pediu para o povo aplaudir o pai de Dom Dilmo em sinal de gratidão já que rezou ao Pai Eterno para ter um filho que seguisse a vida religiosa. 

Dom Washington deu as boas vindas ao novo bispo e também falou sobre esta missão. “O bispo deve ser um homem de oração, um homem de evangelização, se preocupando também com a educação religiosa do povo”, sintetizou. A Santa Missa teve como bispo  principal Dom João Casmiro Wilk, da diocese de Anápolis, e como bispos co-ordenantes Dom Adair José Guimarães, de Formosa, e Dom Waldemar Passini Dalbello, de Luziânia. 

O rito da ordenação episcopal foi realizado depois da Liturgia da Palavra e antes da Liturgia Eucarística. Após proclamado o Evangelho, Monsenhor Dilmo, diante de todos os presentes, expressou a vontade de vir a exercer a nova função, de acordo com o pensamento de Cristo e da Igreja. Foi feita a leitura da bula pontifícia enviada pelo Papa Francisco, nomeando-o bispo. E assim, pela imposição das mãos dos bispos e a Oração de Ordenação, foi conferido a ele o dom do Espírito Santo e a partir daí seu principal ministério passou a ser a pregação fiel da Palavra do Divino Pai Eterno.

Bispo da diocese de Anápolis, Dom João Casimiro Wilk comentou sobre a chegada do novo sacerdote. “Hoje são várias alegrias. A primeira é da Igreja que está incorporando mais um filho seu, dentro do Colégio Episcopal, como sucessor dos apóstolos. A outra alegria é da diocese de Anápolis, que vai ganhar mais um reforço pastoral”, ressaltou. 

Outros detalhes emocionantes marcaram a celebração. A entrega das insígnias foi um deles. Trazidas pelos sobrinhos do mais novo bispo auxiliar, o anel representa a fidelidade que ele deve ter para com a Igreja. Pela imposição da mitra, espécie de chapéu com duas pontas na parte superior e duas tiras do mesmo tecido, Dom Dilmo é convidado a uma incessante procura pela santidade e a entrega do báculo pastoral, a responsabilidade de governar a Igreja que lhe é confiada.

“Dom Dilmo tem uma generosidade imensa, uma alegria contínua, uma capacidade de servir admirável. Será um grande presente para Igreja e, neste momento, para a diocese de Anápolis”, afirmou Dom Waldemar Passini Dalbello, bispo da diocese de Luziânia. A ordenação resulta de convocação feita pelo Papa Francisco em 27 de novembro de 2019. A partir de agora ele vai viver uma experiência ainda mais profunda de abandono ao querer de Deus nesta missão que a ele foi confiada na Igreja.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store