Projeto “Quarentena Solidária”

Jovens se reúnem para arrecadar roupas e alimentos para famílias carentes

O período crítico e de muita apreensão por conta da pandemia da covid-19, instalada no mundo, também tem servido para despertar, em muita gente, o espírito de solidariedade. Letícia de Paula e Felipe Naves são exemplos de que tudo tem um lado bom e que essa pandemia trouxe esse lado humano das pessoas à tona.

Os jovens fazem parte de um grupo de amigos da Igreja Matriz de Campinas e da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes em Goiânia (GO) que, em abril deste ano, criou o projeto social chamado de “Quarentena Solidária”. “Esse projeto surgiu do coração de uma irmã de caminhada, Laura. Ela partilhou com a gente a ideia, mostrou o quanto as pessoas estavam procurando-a e ela nos chamou para reunirmos e arrecadarmos alimentos. A gente abraçou a causa e chegamos hoje a mais de nove meses trabalhado e ajudando as pessoas”, conta uma das colaboradoras do projeto, Letícia de Paula.

Todos os meses, a iniciativa social arrecada alimentos e roupas para cerca de 30 famílias carentes, mas Felipe, que também é colaborador do projeto, conta que esse número já chegou a dobrar em períodos mais difíceis. O voluntário lembra momentos de pura emoção que já presenciou ao ajudar pessoas que vivem na extrema pobreza.  “Uma vez, fui levar uma cesta que ficava muito longe da minha casa, cerca de 30km. Quando eu cheguei lá, veio uma senhora e junto com ela, seis crianças muito educadas e que olhavam para a cesta como se fosse a coisa mais incrível que elas já tinham visto. Aí, a senhora nos pediu que sempre que pudéssemos, que levássemos a cesta porque as crianças não sabiam nem o que era uma bolacha”, lembra Felipe.

Como a pandemia do novo coronavirus ainda não tem data para acabar, os voluntários da “Quarentena solidária” pretendem continuar o trabalho. Mas, para isso, é preciso que mais pessoas contribuam com as doações. Para os voluntários, fica uma grande lição: “O pouco que a gente leva já faz a diferença que a gente nem imagina, a diferença nessas famílias que tanto precisam”, ressalta Felipe.

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno