Notícias

Voluntária se emociona ao acompanhar Romaria de casa

Depois de muitos anos contribuindo presencialmente, a Romaria precisou ser vivenciada de sua casa por conta da pandemia

Durante a Romaria de Trindade, muitas pessoas trabalham como voluntárias, apenas para servir ao Pai Eterno em razão de graças recebidas ou mesmo pela fé. São servos do Pai que, em um momento muito especial onde o amor de Deus transborda em Trindade, se dedicam a viver essa experiência de fé tão forte. Esse ano, por conta da Romaria estar acontecendo virtualmente, alguns desses voluntários não puderam servir ao Pai Eterno direto de Trindade.

A jornalista Mara Rúbia Pereira da Silva é um desses exemplos. Ela trabalha como voluntária na Romaria desde o ano de 2010. Hoje, está acompanhando a Romaria de sua casa atenta a toda a programação e rezando juntos com todos os devotos do pai Eterno.

Sua dedicação e serviço à Romaria do Divino Pai Eterno, durante os de dias de festividades, começou com uma promessa feita ao Pai Eterno após uma graça alcançada. “Eu tinha uma depressão muito forte. Eu não dava conta de me concentrar, estava na faculdade, no curso de jornalismo, e cheguei a querer desistir. Então, me apeguei ao Pai Eterno e fiz a promessa que se eu terminasse o curso, eu iria trabalhar para Ele. Essa foi minha motivação para a doação. Foi nesse período que eu estava me sentindo muito triste e solitária, e eu pedi ao Pai Eterno que Ele me socorresse nessa hora. Então, eu consegui terminar a faculdade, sou jornalista, graças ao Pai Eterno”, testemunha.

Mara conta que sua devoção vem de família e que a fé no Pai Eterno sempre foi muito forte. “Minha família toda é católica, meu irmão é padre, meus pais desde pequeno nos ensinaram na igreja”, conta.

A jornalista afirma que, em cada romaria vivenciada, seu amor em servir ao Pai Eterno só aumenta. “Todas as Romarias que eu trabalhei até hoje foram muito marcantes pra mim. Todas elas eu guardo no meu coração. Cada uma me traz um aprendizado diferente. Eu amo a Romaria e amo trabalhar durante essa festa. É um amor tão forte só o Pai Eterno que pode explicar” relata.

Este ano, como a Festa está acontecendo virtualmente, Mara Rúbia acompanha tudo de casa e relembrando as romarias anteriores. “O sentimento que tenho é a saudade. Cada novena que assisto pelos meios de comunicação me emociono pois, lembro de tudo que já passei, dos momentos felizes com o pessoal no trabalho, dos momentos felizes na igreja, dos ‘Vivas’ e eu tenho um sentimento muito gostoso. E agora, sendo virtual, nos faz voltar a memória lá atrás, mas, dentro de casa”, diz.

Mara Rúbia está acompanhando a romaria virtual, mas já tem muitas expectativas para a romaria 2022. “Eu espero poder estar trabalhando na Festa. Espero um ano com saúde para todos para que possamos nos reunir na Romaria”, conclui.

 

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno