Notícias

Uma vida poupada pela fé no Divino Pai Eterno

Devoto esteve no Nepal durante terremoto. Em Trindade (GO), ele agradece por sua sobrevivência.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_05_28_001Em abril, um fenômeno natural comoveu o mundo. O Nepal, um país da Ásia, foi atingido por um terremoto que deixou milhares de vítimas. O quadro Em Nome da Vida, exibido no Programa Pai Eterno, desta quinta-feira, 28, mostrou a história de um devoto que estava lá quando tudo aconteceu, e teve a vida poupada pela graça de Deus. (Assista ao vídeo abaixo)

No dia 25 de abril de 2015, um terremoto no Nepal deixou milhares de mortos e feridos e devastou o país, mas apesar da tragédia muitos milagres aconteceram naquele dia, um deles na vida do repórter cinematográfico Ari Júnior.

No dia 21 de abril de 2015, ele partiu junto à equipe rumo ao Nepal para uma reportagem especial. Tudo ia bem, até que o chão começou a tremer. “No primeiro tremor nós estávamos dentro de um ônibus, saindo de Katmandu indo para PuKara, uma cidade do interior de Nepal. A gente ia parar para almoçar, estávamos em uma rodovia, de dentro do ônibus nós vimos gente correndo, saindo das casas, gritando e chorando. Pensamos que era incêndio, só depois fomos entender que era um terremoto. Aí caiu a ficha e nós pensamos: ‘E agora?’”, relatou Ari Júnior.

Após o terremoto, devastação e muita tristeza. Foi o que Ari e a equipe encontraram ao retornar a Katmandu, a capital do Nepal. “Cidade toda destruída. Muita gente morta, uma coisa muito feia mesmo. Sem água, sem comida, sem telefone, sem internet, um caos total”, lembrou.

Veja  também: 

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_05_28_002Nos dias que se passaram após o terremoto, Ari pensava muito na família. A devoção ao Divino Pai Eterno já é de anos. Ele contou que, no Nepal, sempre rezava agradecendo e pedindo a proteção divina: “Sempre cito o Pai Eterno, aonde eu vou eu Ele está comigo. Antes de qualquer viagem em peço proteção ao Pai Eterno. Hoje, eu estou muito agradecido, vim aqui rezar para o Pai Eterno, agradecer essa bênção, essa graça que Ele me deu mais uma vez”.

Em vários posts em uma rede social, o Ari fez questão de lembrar-se do Pai Eterno, em reconhecimento e gratidão à graça de estar vivo. “Experiência que jamais esquecerei. Até agora mais de cinco mil e quinhentos mortos e nossa equipe, graças ao Divino Pai Eterno, sem nenhum arranhão.” Em outro post, ele se despediu do Nepal: “Com essas imagens eu me despeço do Nepal! Que Deus abençoe e dê muita força para esse povo reconstruir esse país! Partiu casa, sem nenhum arranhão, graças ao Divino Pai Eterno. Domingo no Brasil, vamos com Deus!”

Já no Brasil, Ari fez questão de visitar Trindade. No dia 19 de maio embarcou rumo à Goiânia, a capital de Goiás, para reencontras amigos e familiares, bem como agradecer ao Divino Pai Eterno pela proteção concedida durante o terremoto no Nepal. Ari escolheu o Santuário Basílica. Aos pés da imagem do Divino Pai Eterno a emoção tomou conta, um gesto de humildade, fé e gratidão. “Difícil segurar a emoção. Só tenho que agradecer ao Pai Eterno. Agora é esquecer tudo aquilo que eu vi e vivi lá no Nepal. Vida que segue, vamos em frente”, afirmou.

Como cristão, Ari é solidário e sabe como o povo que sofre no Nepal precisa de oração para reconstruir o país e refazer milhares de vidas. E, apesar de ter presenciado tanto tristeza, ele carrega no coração alegria e gratidão ao Pai Eterno por ter vida e saúde para rezar por aquele povo.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno