Devoção

Basílica de Trindade: a representação da Igreja Católica em Goiás

Santuário Basílica do Divino Pai Eterno celebra dez anos de instalação do título de Sacrossanta Basílica Menor.

DESTAQUE_ESPECIAL_2016_11_15_004O Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), que reúne mais de quatro milhões de fiéis ao longo do ano, é referência religiosa em todo o Brasil. Já são dez anos com o título de Sacrossanta Basílica Menor, a única no mundo, dedicada ao Divino Pai Eterno. O Programa Pai Eterno desta terça-feira, 15, exibiu reportagem especial sobre a história e a construção da Casa do Pai. (Assista ao vídeo abaixo)

De acordo com o pesquisador, Bento Fleury, o Santuário é a representação da Igreja Católica em Goiás. “Com esse título de Basílica, ela passa a ser um ícone, que representa a Igreja Católica entre nós”, afirmou.

Bento guarda diversas fotos antigas, entre elas o registro da primeira Romaria, quando o Santuário começava a ser erguido. “Fotos trazem grande representação histórica, quando o Santuário Basílica ainda estava em construção. Era apenas um projeto e já teve Romaria no ano 65, em torno da construção, o que foi extremamente significativo”, ressaltou.

Veja também:

DESTAQUE_ESPECIAL_2016_11_15_003Mas antes disso, o pedreiro José Cândido Gonçalves, que nasceu em Hidrolândia, interior de Goiás, já havia passado pelo local, que hoje é a igreja, e deixado a sua contribuição. “O primeiro a fazer o primeiro Cruzeiro foi eu. Não tinha nada, era um morrinho de terra só. Eu achei bom eu ter feito aquele favor para Ele e começar uma coisa tão bonita. O Divino Pai Eterno é meu Pai”, afirmou.

Hoje, depois de décadas, José Cândido se sente privilegiado de ter visto tudo crescer, e a devoção multiplicar cada vez mais. “Para mim é uma satisfação e um prazer ter levantado a primeira cruz da Basílica de Trindade”, afirmou o pedreiro.

DESTAQUE_ESPECIAL_2016_11_15_001A celebração da instalação do título de Basílica Menor foi 18 de novembro de 2006, durante uma cerimônia histórica que reuniu romeiros, autoridades eclesiais e trindadenses. “A partir do momento em que ela passa a ser Basílica, além do reconhecimento dela por sua característica, pela sua quantidade de fieis, pelo número de missas, pela sua representatividade dentro da igreja, o título de Basílica amplia, amplifica sobretudo a questão da voz da Igreja em Goiás”, concluiu o pesquisador, Bento Fleury.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store